Risomania.planetaclix.pt

  Rir é a melhor terapia que se pode ter
Aqui poderão encontra as melhores anedotas, piadas e imagens divertidas

Estamos a melhorar o serviço mas para não ficarem em branco até lá mantemos "no ar" algumas piadas aproveitem

 

Um beirão, a viver há vários anos em Beja, sempre que ia à barbearia do tio Manel contava uma piada de alentejanos. O barbeiro, puto da vida, um dia encostou-lhe a navalha ao pescoço e disse:
        - Hoje. ou você me conta uma piada em que o alentejano leva a melhor ou corto-lhe o pescoço!
        E o beirão, meio assustado:
        - Está bem, está bem! Era uma vez um beirão e um alentejano que resolveram assaltar um banco. Só que no meio do assalto a polícia apareceu e os dois fugiram pelas traseiras. Com a polícia atrás, encontraram dois barris. Um barril cheio de merda e outro barril cheio de mel. E aí o alentejano, como era mais esperto, entrou no barril de mel e o beirão, otário, entrou no barril de merda.
        Isso foi o bastante para o alentejano rir a bandeiras despregadas enquanto terminava o corte do cabelo. Riu tanto que nem lhe cobrou o corte. Só que quando o beirão, já na rua, se ia embora, perguntou o alentejano:
        - E depois?
        E o beirão, apressando o passo:
        - Depois a polícia prendeu os dois... meteu-os na mesma cela e obrigou um a lamber o outro!
 

        Um alentejano, comprou um jornal e no fim de o ler, pôe-se a fazer as palavras cruzadas. A uma dada altura, vira-se para um amigo:
        - Compadri, pode-me ajudari?
        - Atão o que é que queri? Nã sabe leri?
        - Sei, mas estou a fazeri as palavras cruzadas......
        - Mas queri ajuda?
        - Quero sim. É assim: aqui diz: - órgão sexuali feminino, com 4 letras, já descobri que a 2ª letra é O e a 4ª letra é A. O que é que será?
        - Depende. É horizontali ou verticali?
        Ao fim de algum tempo respondeu-lhe:
        - É horizontali.....
        Então responde-lhe prontamente o outro:
        - Atão vomecê na sabe que é a boca?
 

        Dois alentejanos andavam á caça no meio dos montes. De repente avistam um jovem que fazia asa-delta. Um dos alentejanos levanta a caçadeira e dá um tiro.
        - Compadre, que pássaro era aquele? - pergunta o outro caçador.
        - Não sei compadre... mas que largou o homem que levava, largou...
 

        Dois compadres estavam sentados num jardim e um deles dizia para o outro :
        - Neste mundo tudo tem uma explicação.
        O outro ia respondendo :
        - Olhe que às vezes não...
        Insistia o primeiro que sim, que tudo tinha explicação. Cansado da polémica, o segundo homem diz:
        - Olhe vai ali um elefante a voar... que explicação é que o compadre tem para isto?
        Vendo a atrapalhação do compadre que ia coçando a cabeça... o outro insiste :
        - Olhe, ali vai outro elefante a voar.
        - Ahh!! são dois... - comenta o primeiro, - então é porque têm ninho aqui próximo... está explicado.
 

        Um certo dia cruzam-se um alentejano e um americano.O americano muito convencido pergunta :
        - Que fazes vós portugueses com os casca dos laranjas?
        O alentejano responde:
        - Nóis deitamos isso fora, compadre.
        O americano mais convencido ainda diz:
        - Nós no, nós fazer vitaminas e mandar prós Portugal. E o que fazer c' os casca das ovos?
        O alentejano, já danado diz:
        - Nóis pomos isso fora.
        O americano todo lampeiro diz:
        - Nós fazer proteines e mandar pró Portugal.
        O alentejano, então pergunta:
        - O que fazem vocemecês com os preservativos usados?
        O americano responde dizendo:
        - Nós pomos isso fora.
        O alentejano, todo contente diz:
        - Nóis não, nóis fazemos pastilhas elásticas e mandamos para a América.
 

        Carta de uma mãe alentejana para um filho que está na Bósnia.
        Mê qrido filho.
        Escrêvo-te algumas linhas apenas pra saberes que estou viva. Estou-te a escrever devagar, pois ê sei que nã sabes ler depressa. Nã vais reconhecer a nossa casa quando voltares. Tê pai leu no jornal que os acidentes acontecem a vinte quilómetros de casa, por isso agente mudou-se. Não te posso mandar a morada, porque a última família caqui viveu levou os números com ela pra não terem de alterar a morada. Temos uma máquina de lavar rôpa mas nã trabalha muito bêm, a semana passada pus lá 14 camisas, puxei a correnti e nunca mais as vi. Acerca do tê pai, ele arranjou um bom emprego, tem 1500 homens debaixo dele, pois agora está cortando a relva no cemitério. A magana da tua irmã Maria teve bébé esta semana, mas sabes, ê nã consegui saber sé menino ó menina, portanto nã sei sés tio ó tia. O tê Ti Patrício afogô-se a semana passada num depósito de binho lá na adéga cuprativa, alguns cumpádris tentaram salvá-lo porra! Mas sabes, ele lutou bravamente contra eles. O corpo foi cremado mas levou 3 dias pra apagar o incêndio. Na 5ª fêra fui ao médico e o tê pai foi comigo, o médico pôs-me um pequeno tubo na boca e disse-me pra nã falari durante 10 minutos. Atão nã sabes que o tê pai ofereceu-se logo pra comprar o tubo ao médico. Esta semana só choveu duas vezes, na primeira vez choveu durante 3 dias, na segunda durante 4 dias. Nã segunda-fêra teve tanto vento que uma das galinhas pôs o mesmo ovo 4 vezes. Recebemos uma carta do cangalhêro, que informava que so último pagamento do enterro da tua avó nã for fêto no prazo de 7 dias, devolvem-na.
        Olha, mê filho, cuida-ti.
        Nã te esqueças de beber o lête todas as nôtes, antes de enterrares os cornos na fronha.
        Um bêjo
        Joaquina do Chaparro
        PS: Era pra te mandar cinco contos, mas como já tinha fechado o invelope, nã tos mandei. Olha, fica prá próxima. porra!
 

        Diz um alentejano para outro:
        - Olha lá é meio-dia ou meia-noite ?
        Responde o outro:
        - Na sê, o mê relógio está parado.
 

        Um grupo de amigos está a contar anedotas. Um deles anuncia:
        - Pessoal, tenho umas anedotas fresquinhas sobre Alentejanos !
        Responde uma das pessoas do grupo:
        - Antes de continuares, aviso-te, eu sou Alentejano !
        E o outro responde:
        - OK, esta bem, eu conto-as devagar...
 

        Há largos tempos atrás, no alentejo, diziam dois compadres ao ver sobrevoar nos céus um avião:
        -Hi Compadre! Qu'é aquilo?
        - Dizem qu'é um avião.
        - Ena Compadre, grandes ovos a avioa deve pôr!!!!
 

        Como é que um alentejano bate palmas?
        Bate palmas uma vez e diz:
        - Etc, etc, etc... (devagarinho, claro)
 

        Um grupo de cientistas pretende fazer uma experiência com o cérebro dos índios da Amazónia.
        Avistam um índio na sua canoa a cantarolar:
        - Trálaralara...
        - Este serve. - disparam uma seta com um sedativo e com o índio a dormir tiram-lhe 25% do cérebro.
        O índio acorda e continua:
        - Trálaralara...
        - Não aconteceu nada!! Vamos tirar mais 25%
        Após nova operação, continua o índio:
        - Trálaralara...
        - Está igual!!!! Vamos tirar mais 25%, mas não podemos tirar mais, senão fica sem nada.
        À terceira operação canta o índio.
        - Ó rama ó que linda rama, ó rama da oliveira, o meu par é o mais lindo....
 

        Um alentejano vem a Lisboa passar uns dias a casa de um primo e vai ver um filme de cowboys. No dia seguinte diz ao primo:
        - Eu gostei tanto daquele filme que ia vê-lo hoje outra vez.
        - Está bem, vamos hoje vê-lo os dois.
        Estavam a ver o filme e diz o alentejano para o primo:
        - Eu aposto que ele vai tirar os cigarros da algibeira da camisa.
        - Eu não aposto contigo, tu viste o filme ontem.
        Mais adiante:
        - Eu aposto que ele vai puxar das pistolas agora.
        - Eu não aposto contigo, tu viste o filme ontem.
        Mais adiante um cowboy desmonta o cavalo e dirige-se para o saloon.
        - Eu aposto que ele não vai entrar no saloon.
        - Eu não aposto contigo, tu viste o filme ontem.
        O cowboy entra no saloon e leva um grande enxerto de porrada.
        - Então viste o filme ontem e já não sabias que ele entrava no saloon??
        - Com a porrada toda que ele levou ontem, julguei que hoje não entrasse.
 

        Pergunta o Ti Manel Alentejano à Ti Maria enquanto tratam do assunto:
        - Ó Maria o que é que eu posso fazer para te dar mais prazer ?
        - Ó Manel, apaga a luz e chupa.
        - Ai, está quente…
 

        E depois há aquela história do alentejano que vivia com um problema existencial. O pobre do homem vivia sem conseguir distinguir os 2 cavalos perfeitamente iguais que tinha no quintal. Felizmente, um dia, descobriu que o cavalo branco era dois palmos mais alto que o preto.
 

        Dizia um caçador lisboeta numa tasca alentejana depois de um dia de caça:
        - Hoje cacei 100 coelhos, 200 perdizes e 300 tordos.
        Diz-lhe um alentejano:
        - Atão você é tal e qual coma mim.
        - Ah! Então o senhor também é caçador?
        - Nã senhori, sou munta mentiroso!
 

        Nos EUA - Estados Unidos do Alentejo - foi finalmente aberto o Dossier Alien-Viela no qual se fazem revelações explosivas sobre as experiências levadas a cabo entre o ano 2 e o ano 5 DC (Durante Cavaco). Com a cobertura das obras de uma barragem (aliás nunca terminadas) foi criado um enorme complexo subterrâneo para estudo de uma nave GET. Essa nave terá chocado casualmente com um CORSAIR em manobras na base de Beja.
        Dois GETs (Gambuzinos Extra Terrestres) foram recuperados com vida e tratados no Hospital de Évora. Os referidos espécimes exibem actualmente 3 caudas, 7 asas, dois bicos, uma perna, 4 cabeças, 22 dentes e 2.5 olhos mas não se sabe quanto desta anatomia é o resultado de cuidados médicos menos próprios. A descoberta vem revolucionar todos os conhecimentos científicos. Apesar de inúmeras testemunhas já os terem observado, terem sido raptadas por eles, levadas até Júpiter ou mesmo terem sido induzidas a relações sexuais com GETs, só agora é possivel provar cientificamente a sua existência.
Por todo o mundo as atenções das organizações dedicadas ao estudo do fenómeno estão a convergir para o Alentejo.
        O presidente da conhecida organização OGEPN (Ovnis, Gambuzinos, Espíritos e Pastéis de Nata) fez declarações à imprensa:
        - Eles sempre nos esconderam tudo! O governo tem medo que as pessoas saibam que ELES existem porque em Júpiter NÃO SE PAGAM IMPOSTOS! Abaixo o governo, GETs pró poder!
        Por outro a associação VAMPGE (Vitimas de Atitudes Menos Próprias de Gambusinos Excitados) exigiu que os dois GETs sejam levados a tribunal.
Finalmente a Organização Mundial de Cépticos afirmou:
        - Gambosinos Extraterrestres?! Estão malucos ou quê? Então vocês não vêem que o Corsair caiu em cima de um alentejano que ia no seu burro vender as galinhas ao mercado e que os médicos depois coseram tudo junto?!
 

        Nos anos 60 um Alentejano emigrou para os EUA e voltou 2 anos depois com um grande carrão e duas boazonas agarradas a ele. Chegou à praça da aldeia e diz-lhe um antigo amigo:
        - Eh Compadre! Abalou daqui há 10 anos sem nada e chega hoje cheio de dinheiro... como é que conseguiu enriquecer tão depressa?
        Diz o outro:
        - Foi a trabalhar nos filmes do cinema. Atão o compadre nunca viu aqueles filmes onde aparece um leão a espreitar por um buraco e a abrir a boca que parece que vai engolir a gente?
        - Já vi, sim senhori....
        - Atão olhi! Eu sou o que está debaixo a puxar-lhe os tomates.
 

        Um alentejano para o outro:
        - Oh compadre, vai chover!
        - Ora essa, vá você…
 

        Conversa entre alentejanos:
        - Cumpadri, porque é que você arrancou dois dentis no mesmo dia?
        - Porque o dentista não tinha troco de 10 contos.
 

Um casal em viagem de Lua de Mel procura um hotel onde possa pernoitar.
        Depois de muito andarem, chegam a uma terra que tem uma só pensão. O recepcionista diz-lhes que não tem quartos vagos, mas que em consideração pela condição deles e ainda por cima em noite de núpcias, a única coisa que lhes pode arranjar é ceder-lhes a cama de cima do beliche onde ele mesmo dorme. Os noivos pensam, pensam e acabam por aceitar visto estarem muito cansados para seguir viagem. Vão para o quarto e como não queriam deixar de fazer amor na sua 1ª noite de casados combinam uma forma de o empregado de balcão não perceber o que eles estão a fazer. Diz então a noiva:
        - Olha, quando quiseres preliminares dizes cebolas, quando quiseres beijinhos dizes tomates, quando quiseres amor dizes alface.
        - OK! - diz o noivo e deitam-se.
        Passado um bocado, já o balconista está deitado, acorda com os noivos a falarem por cima dele:
        - Alface... cebolas ... tomates ....cebolas.... tomates.... Alface.... Alface....
        No dia seguinte, muito animados, quando acordam vão ter com o homem para lhe pagarem a estadia e lhe agradecerem a amabilidade e perguntam-lhe:
        - Então, o senhor teve uma boa noite?
        - Tive sim senhor. E os senhores?
        - Haaa, a nossa foi maravilhosa....Não o incomodamos pois não?
        - Não, não. Eu queria era só dizer-lhes uma coisa: Que os senhores gostem muito de saladas ainda vá, mas que me atirem a maionese para cima é que não!
 

        Diálogo verídico ocorrido há alguns anos num inquérito à população:
        - Nome?
        - Maria Etelvina Silva.
        - Idade?
        - 47 anos.
        - Estado civil?
        - Viúva.
        - Sexo?
        - Graças a Deus, três vezes por semana!
 

        Num determinado país, necessitado de mão de obra, foi criada uma lei que obrigava os casais a terem um determinado número de filhos, concedendo-lhes um determinado prazo para que tivessem o primeiro filho. Caso assim não acontecesse, o governo destacaria um "agente germinador" para auxiliar o casal em falta.
        Um dos casais nessa condição dialogava em vésperas do dia "D":
        - Querido, completamos hoje 5 anos de casados...
        - É, acabou-se o prazo e ainda não conseguimos ter um único filho!
        - Será que o governo vai mandar o "tal agente? - perguntou a mulher.
        - Hum... não sei...
        - E se ele vier? - insistiu ela.
        - Bem, aí nada a fazer, senão colaborar... Bem, tenho de ir andando. Já é tarde e estou atrasado para o trabalho. Até logo - escapou-se o marido que não estava a gostar nada do rumo da conversa.
        Momentos depois alguém bate a porta. A mulher vai abrir e...vê um homem à sua frente. Era um fotógrafo que se enganara no endereço de um cliente e que, dirigindo-se à senhora, disse:
        - Bom dia minha senhora, eu sou...
        - Pode entrar, meu senhor. Já sei do que se trata - respondeu ela.
        - O seu marido está?
        - Não. Ele foi trabalhar.
        - Presumo que ele esteja a par da...
        - Está sim e concorda plenamente - interrompeu-o ela.
        - Ah sim? Então vamos lá começar!
        - Mas...assim, tão rápido? - perguntou espantada.
        - Sim. É que tenho de visitar ainda mais duas casas hoje.
        - Puxa! Não é muito? E o senhor aguenta tudo isso num dia só?
        - Claro que sim. Gosto do que faço e isso dá-me imenso prazer - respondeu ele sem falsa modéstia.
        - Humm...E como é que faremos? - perguntou ela já decidida.
        - Permite-me que sugira?
        - Claro que sim. Se é você quem sabe fazer as coisas!... - respondeu expectante.
        - Bem, então eu sugeria: uma no tapete, outra no sofá, uma ali na escada, duas no quarto e a última na casa de banho - disse ele prontamente e sem pestanejar.
        - Nossa Senhora de Fátima!...Não é muito? - perguntou ela abismada.
        - Nem o melhor artista da minha profissão se satisfaria à primeira - replicou ele.
        - O senhor já antes visitou alguma casa deste bairro? - perguntou ela verdadeiramente espantada.
        - Não. Mas tenho aqui comigo amostras de trabalhos anteriores a este que vamos fazer. Veja! - e mostra-lhe umas quantas fotos de uns lindos bebés.
        - Foi o senhor que os fez?
        - Sim. Este trabalho aqui...foi feito à porta do supermercado - esclareceu suavemente o homem.
        - Nossa Senhora! Cruz Credo! Não lhe parece muito público? - perguntou escandalizada.
        - A mãe era artista de cinema e queria publicidade. Sabe como é... - respondeu ele fleumaticamente.
        - Eu não teria coragem... que vergonha!
        - Aaah! Vocês mulheres têm muito jeito para exageros... - ironizou ele.
        - Olhe que nem todas, nem todas!... - defendeu-se ela prontamente.
        - Este aqui, foi em cima de um autocarro. Loucura de trabalho, quanta ginástica! A mãe era alpinista e queria posições arrojadas...
        - Que horror - gritou, agora verdadeiramente escandalizada.
        - Foi dos serviços mais duros que já fiz, pode crer! - acrescentou o homem.
        - Bem posso imaginar!..
        - Veja este aqui. Foi num parque de diversões. Em pleno inverno! - disse ele cheio de orgulho.
        - Ai que arrepios!...Como é que puderam? Santos Deus!
        - Não foi fácil na verdade. Como se não bastasse a neve a cair, a multidão cercava-nos completamente. Não fosse a ajuda da polícia, a afastar os curiosos, eu não teria conseguido fazer o servicinho.
        - Bem, minha Senhora. Chega de conversa, vamos lá ao trabalho! Pode por gentileza ajudar-me a preparar o aparelho? - disse o homem esfregando as mãos com optimismo.
        - Como?.. - perguntou ela apanhada de surpresa.
        - Sim. É que, nesta profissão, quanto maior, melhor. Vá, segure-o para lhe ver o tamanho. Quando o tiver esticado verá que mede exactamente um metro.
        A coitada da mulher perdeu as forças e DESMAIOU. Não pôde perceber que se tratava apenas do tripé do fotógrafo...
 

        Um homem queria oferecer um presente à esposa e lembrou-se de entrar numa loja de lingerie. Ao ser abordado pela funcionária diz:
        - Gostaria de comprar um presente para oferecer à minha mulher, mas disto não percebo muito. A senhora pode-me ajudar a escolher um soutien?
        - Claro, responde-lhe ela. Qual é o numero de soutien da sua esposa?
        - Pois, como lhe disse não percebo nada de medidas. Não faço a mínima ideia. Pode-me ajudar?
        - Posso - responde ela com prontidão. - Então diga-me lá: Os seios da sua esposa são de que tamanho? Do de dois melões?
        - Não, responde o homem com os olhos em bico!! Mais pequenos ....
        - Então, são do tamanho de duas laranjas? pergunta ela
        - Não, mais pequenos, diz o homem.
        - Sei lá, começa a senhora com ar de quem já estava a divagar. São do tamanho de dois ovos?
        - Isso, isso, responde o homem com alegria. São exactamente como dois ovos estrelados !!!!
 

                                            "Bolo de Amor"
    INGREDIENTES:
        1 cama quente;
        2 corpos diferentes, previamente lavados;
        500g de carícias;
        1 banana (não muito madura);
        2 tomates com pele;
        2 marmelos;
        1 forno previamente aquecido e bem lavado;
    TEMPO DE COZEDURA:
        15 minutos no mínimo
    PREPARAÇÃO:
        Introduzir delicadamente 2 corpos na cama, adicionando 50 g de beijos ou mais. Cobrir a superfície dos corpos com 500 g de carícias (pode adicionar mel ou açúcar). Agitar com as mãos os marmelos até estes ficarem ligeiramente rijos mas de forma a não machucarem. Meter a banana, previamente aquecida com a ponta dos dedos, no forno, à temperatura ambiente.
    RECOMENDAÇÕES:
        Deixar os dois tomates com pele no exterior. Manobrar a banana delicadamente em sentido vai-vem. Fazê-la sair de tempos a tempos e voltar a metê-la, controlando assim a cozedura e com a preocupação de esta não perder sumo antes de tempo.
    ATENÇÃO ESPECIAL:
        Não bata as claras em castelo.
    NOTA:
        O tempo de cozedura pode variar com a marca e tipo de forno utilizado. Deixe arrefecer se não usou nenhum produto, desenforme nove meses depois. Se usou, lave bem a forma e a banana que estão prontos para outro bolo.
    RECOMENDAÇÃO ESPECIAL:
        Não se importe de repetir frequentemente a receita, a fim de saboreá-la pois além de fazer muito bem à saúde e ao espirito, cada vez que se prova é sempre mais gostoso.
    BOM APETITE!
 

        Dois canibais conversando perto de uma garota muito bonita mas que estava sem um braço e sem as duas pernas:
        - Já comi aquela garota.
 

        Uma mãe, ao casar a filha, com ela combinou, a fim de fiscalizar os dotes sexuais do genro, que lhe telefonaria diariamente e que, para que ele não desconfiasse, perguntaria "apenas quantos bifes ele havia comido".
        - Como é Maria. Quantos bifes ele comeu?
        - Só um mãe.
        - Só um minha filha!?!
        Passaram-se outras noites e sempre a mesma coisa:
        - Então minha filha, quantos bifes hoje?
        - Só um, mãe.
        - Só um minha filha!?!
        Até que um dia a filha intrigada perguntou à mãe:
        - Mamãe, porque a senhora estranha tanto quando eu digo que o António só comeu um bife?
        - Ai, minha filha... É que o teu pai, logo após o casamento comia três bifes, uma rabanada e ainda lambia a frigideira.
 

        - Ambrósio, apetecia-me algo.
        - Sim, senhora, tomei a liberdade de pôr mel na ponta.
 

        A mãe levou o filho ao circo.
        O filho ao passar pelos camelos, olhou para os tomates do camelo e perguntou:
        - Ó mãe o que é aquilo? - apontando para os tomates.
        A mãe disse-lhe:
        - Ó filho aquilo não é nada.
        O tratador dos camelos ouvindo dizer aquilo dos camelos, respondeu:
        - Se aquilo não é nada, o seu marido deve ser o super-homem.
 

):

        Dois lisboetas iam pelo Alentejo, quando encontram um Alentejano sentado a sombra de uma azinheira. Resolvem então chateá-lo um pouco e perguntam:
        - Compadre, quanto tempo falta para chegar onde queremos ir?
        - Uns 10 minutos, responde o alentejano.
        - Mas como? - indaga um dos lisboetas.
        - É que esse é o tempo que demora para chegar onde eu caguei, e vocês estão com cara de quem quer ir á merda...
 

        Dois alentejanos:
        - Atã compadre, nã quêra lá ver que hoje de manhã fui dar com dois caracóis no mê quintal !
        - Ah sim !? E atão o que é que você fez?
        - Ah compadre! Um ainda o apanhei mas o outro ... conseguiu fugir!!
 

        Dois alentejanos, zangados à muito tempo, passam um pelo outro num caminho. Um deles leva um bovino à frente. Diz o outro:
        - Atão vai passear o boi?
        O outro, muito admirado:
        - Mas que jêto, compadre? A gente nã se falava há tanto tempo! Mas isto nã é um boi. É uma vaquinha. O compadre enganou-se. Responde o primeiro:
        - Ê cá nã falê consigo. Foi com a vaca.
 

        Um alentejano veio a Lisboa e encontrou-se com um amigo. Andavam os dois a passear pela rua e o alentejano cumprimentava todos os manequins que via nas montras. O amigo disse-lhe para não fazer aquilo, porque aquelas figuras não eram pessoas.
        - Bom, está beim - respondeu-lhe o alentejano.
        Certo dia iam a passar por um quartel e estava lá o sentinela em sentido. Vai o alentejano dá-lhe uma bofetada e diz:
        - Quem é que há-de dizer que um safado destes não é gente?
 

        Diz um alentejano para o outro:
        - Compadre! Já viu aquela gaivota morta?
        O outro põe a mão por cima da testa, olha para o céu e responde:
        - A dondi compadri?
 

        Precisando de mais um piloto para a sua frota de aviões, uma empresa comercial lisboeta pôs um anúncio no jornal pedindo candidatos. Entre outros, aparece um alentejano.
Eis o conteúdo da sua entrevista:
        - Então o senhor tem brevet de pilotagem?
        - Tenho o quei?
        - O senhor sabe pilotar aviões?
        - Nã senhori.
        - Percebe alguma coisa de coordenadas de voo?
        - Nã senhori.
        - Sabe, ao menos, falar Inglês?
        - Nã senhori.
        - Então o que é que veio cá fazer?
        - Ê vim cá dizêri, pa nã contarem cá comigo!
 

        Numa taberna alentejana, entra um grupo de estrangeiros e um deles diz:
        - Alluy naba riqum chali Coca-Cola.
        E pergunta o alentejano:
        - Querem uma latinha bem fresquinha de quei ??...
 

        Um dia um alentejano foi a Lisboa e lembrou-se de levar a ovelha de estimação. Quando chegou ao comboio não deixaram entrar a ovelha porque não são permitidos animais nos transportes públicos. Como solução atou a ovelha com uma corda pelo pescoço atrás do comboio. Quando chegou a Lisboa desceu do comboio e foi buscar a ovelha. Quando chegou ao pé da ovelha esta já estava morta e com a língua de fora. Diz o alentejano:
- Ah estás rindo?????... P'ra próxima vens a pé.
 

        Dois "Alentejanos" acabam de assaltar um banco com sucesso. Param o carro uns quilómetros à frente:
        - Atão vamos contar o dinhêro???
        - Nem pense nisso. Esperemos plo noticiário, cumpadri...
 

        Estava uma brigada de limpeza de ruas a cuidar de uma estrada em pleno Alentejo. Juntava folhas, cuidava das bermas, etc. Chega a hora do almoço e o maiorial, alentejano de gema, manda estender a toalha no meio da estrada para almoçarem.
        - Mas no meio da estrada? E se vem um carro? Pomos antes a toalha debaixo daquela árvore ali na berma. - protesta um.
        - Não, estendam lá a toalha no meio da estrada.
        Contrariados lá estenderam a toalha.
        Estavam já a comer, aparece um carro a alta velocidade, vê os homens no meio da estrada, tenta travar, não consegue e desvia-se e bate na árvore.
        Vira-se o maioral:
        - Já viram se tínhamos posto a toalha debaixo da árvore?
 

        Um alentejano vai no comboio regional e dá-lhe uma grande "caganera".
        Vai para o WC mas está fechado... decide aliviar-se no corredor... Entretanto chega o revisor e diz:
        - Sinto muito, mas vai ter de me acompanhar, e vou ter de dar parte ao chefe.
        Ao que o alentejano responde:
        - Com certeza, e por mim até a pode dar toda...
 

        Havia um alentejano que ia a passar por uma loja e viu lá escrito na montra:
        "Moto-serra corta 100 árvores num dia "
        O alentejano começou a pensar...
        "Então eu com o meu machado corto 2 ou 3 vou comprar esta coisa."
        Lá foi o alentejano todo contente para casa e quis logo experimentar a moto-serra: no 1º dia cortou 3 árvores, no 2º dia cortou 2 e no 3º cortou uma.
        O alentejano ficou fulo com o vendedor e voltou à loja para entregar-lhe a moto-serra. O vendedor depois de desmontar a moto-serra viu que esta não tinha nada e pôs a motoserra a trabalhar. Diz logo o alentejano:
        "Ei ! QUE BARULHO É ESTE ?"
 

        Um alentejano apanha um comboio para ir ao Porto e senta-se ao lado de um senhor muito bem vestido. O alentejano começa a olhar e pergunta:
        - Por acaso você nunca apareceu na televisão?
        Ao que o Sr. responde:
        - Sim, eu costumo ir a muitos concursos de cultura geral e por isso o Sr. deve-me conhecer daí. Como a viagem vai ser longa, você por acaso não quer fazer um jogo comigo?
        - Pode ser. - Respondeu o alentejano.
        - Então fazemos assim: como eu tenho mais cultura que o Sr., você faz-me uma pergunta sobre um assunto qualquer e se eu não souber responder, dou-lhe 10 contos. A seguir faço-lhe eu uma pergunta e se não souber a resposta, dá-me só mil escudos. Concorda?
        - Vamos a isso. - respondeu o alentejano confiante.
        - Então eu faço-lhe a primeira pergunta. Diga-me o nome da pessoa que escreveu "Os Lusíadas", aquele poeta só com um olho, que dignificou Portugal?
        O alentejano começa a pensar e passados alguns instantes diz:
        - Nã sei. Ê nã sei leri.
        - A resposta era Luís de Camões. Dê-me os mil escudos e faça-me uma pergunta qualquer.
        - Tomi. Bem, qual é o animali que se o encostar a um chaparro sobe-o com quatro patas e desce-o com cinco patas?
        - Olhe, essa nem eu sei. - respondeu o homem muito admirado.
        - Então passe para cá os 10 contos.
        - Tome. Mas agora diga-me, que animal é esse?
        - Também não sei. Tome lá mil escudos.
 

        Dois alentejanos encontram-se em França. Diz um deles:
        - Então Manuel, como é que vais?
        - Eu não me chamo Manuel e nunca o vi na minha vida.
        - Não é possível! Então não estivemos juntos em Lisboa?
        - Eu nunca estive em Lisboa.
        - Espera, eu também nunca estive em Lisboa...
        - Se calhar, foram outros dois.
 

        Houve uma altura em que um dos aviões da TAP foi pilotado por um alentejano. Então, certo dia durante uma viagem o avião tem um problema e um dos motores pára. O alentejano através do rádio diz para os passageiros:
        - Devido a um problema técnico, vamos chegar ao nosso destino com meia hora de atraso.
        Passados alguns instantes, o segundo motor pára e novamente o piloto diz aos passageiros:
        - Lamento informar, mas vamos chegar com uma hora de atraso. Mais alguns instantes passaram e os motores param todos.
        Com uma calma incrível, o piloto diz aos passageiros:
        - Lamento informar, mas vamos passar o resto da noite no ar..
 

        Estão dois alentejanos sentados debaixo de um chaparro, quando um pássaro caga na cabeça de um deles, que diz:
        - Cumpadri, o que é que eu tenho na cabeça?
        - Merda.
        - Não cumpadri, do lado de fora!
 

        A futura sogra alentejana para o futuro genro, também alentejano:
        - Ouve lá. Tu queres a minha filha para casar ou para quê ?
        - Para quê.
 

        Um brutamontes apanha um alentejano e pergunta-lhe:
        - És tu o Zé?
        O alentejano, levado para a brincadeira responde:
        - Sou!
        O brutamontes desata a bater-lhe e a dizer...
        - Nunca mais te metas com a minha Ana... tás a ouvir...?
        O alentejano desata à gargalhada apesar de ter já um olho negro e várias feridas.O brutamontes pergunta:
        - Estás-te a rir de quê? Onde é que tá a piada?
        - A piada és tu! Eu não me chamo Zé!
 

        Um cientista alentejano resolve fazer uma experiência. Pega num porco e numa lanterna, leva os dois para o topo de um prédio de quinze andares e deixa-os cair ao mesmo tempo. Repara que os dois chegam ao mesmo tempo ao chão. Sabem qual foi a conclusão a que chegou?
        - Os porcos movem-se à velocidade da luz.
 

        Caminhava uma mocita alentejana ao longo do rio, trazendo uma vaca pela mão. Chovia muito e fazia frio. O cura que saia de casa, perguntou-lhe:
        - Onde vais com essa vaca ?
        - Vou leva-la ao touro para cobrir.
        - E o teu pai não fazia isso ?
        - Não, tem mesmo de ser o touro.

Estavam o Hércules, a Bela Adormecida e o D. Juan a conversar. A certa altura diz o Hércules:
        - Eu sou o melhor de nós três porque sou o homem mais forte do mundo.
        A Bela Adormecida não se deixa ficar e diz:
        - Não. Eu é que sou a melhor de nós três porque sou a mulher mais bela do mundo.
        Como não há duas sem três diz o D. Juan:
        - Eu é que sou o melhor porque eu sou o homem que levou mais mulheres para a cama.
        Discutem isto durante horas até que resolvem ir a uma vidente para saberem se os argumentos utilizados eram verdadeiros.
        Tinham que ir à vez. Primeiro entrou o Hércules. Quando sai diz:
        - Óptimo! Sou mesmo o homem mais forte do mundo!
        Depois foi a vez da Bela Adormecida. Sai e diz:
        - Que felicidade! Sou realmente a mulher mais bela do mundo!
        Então foi o D. Juan. Quando sai grita:
        - QUEM RAIOS É O BILL CLINTON????
 

        Um barco de piratas naufragou numa ilha, e como não havia mulheres o Capitão lembrou-se de por um barril com um buraco e os piratas iam ao barril.
        Havia um pirata que pensava para si mesmo:
        "Isto é muita bom pá... tenho que ser o primeiro..."
        No próximo dia chega mais cedo mas mesmo assim não foi 1º. No dia a seguir idem. No próximo acampou lá e foi o 1º da fila!! Pergunta o Capitão
        - Muito bem quem é o 1º da fila?
        - Sou eu! - diz o pirata.
        Capitão:
         - OK., para dentro do barril!!!
 

        Andava um preto pelo deserto... Há vários dias que não bebia nada... até que encontra uma lamparina mágica. Ficou eufórico! Esfrega-a com rapidez e salta um génio que diz conceder-lhe 3 desejos. Vai o preto e diz:
        - Quero ser branco, ter sempre muitas mulheres e ter sempre muita água!
        Vai o génio e pimba... transforma-o num bidé!
   

        Para comemorar as bodas de ouro, um casal decidiu repetir tudo o que tinha feito durante a sua lua de mel. Foram para o mesmo hotel, ficaram no mesmo quarto, jantaram no mesmo restaurante e pediram exactamente a mesma comida. Durante o jantar a mulher diz para o marido:
        - Querido estou a adorar! Está tudo tão igual à nossa lua-de-mel! Até estou já a sentir o mesmo calor da noite de núpcias!!!
        - Olha querida o melhor é tirares as mamas da sopa, que isso passa-te já!
 

        Um jovem tentava convencer a namorada a fazerem amor dentro do Jeep. Mas ela negava-se, dizendo que tinha medo de ser vista. Finalmente, o jovem venceu a resistência da namorada, sugerindo-lhe que fossem para debaixo do Jeep onde ninguém os poderia ver.
        Passado um bocado um polícia aproximou-se e tocou no ombro do jovem, perguntando-lhe :
        - Oh amigo, o que está a fazer aí?
        O jovem, sem se voltar, respondeu :
         - Estou a arranjar a transmissão do carro.
        - Já agora arranje também os travões, pois o Jeep foi pela ribanceira abaixo - respondeu-lhe o polícia.
 

        Um inquiridor de uma companhia de produtos químicos bateu a uma porta e foi atendido por um cavalheiro de meia idade.
        Perguntou ao senhor se não se importava de responder as umas perguntas e, perante o consentimento deste, fez-lhe a primeira :
        - Para que efeitos usa o senhor a vaselina?
        O cavalheiro respondeu-lhe :
        - Para tratar a pele seca, os lábios rebentados e para fazer amor...
        O inquiridor deu um passo atrás, manifestamente surpreendido e disse-lhe:
        - Bom, as duas primeiras são respostas frequentes, mas a terceira não se importa de me explicar melhor…
        O inquirido respondeu-lhe :
        - É fácil…, besunto os puxadores da porta do meu quarto…, e mantenho as crianças afastadas.
 

        Qual a maior diferença entre a mulher e o homem ?
        A mulher quer um único homem que lhe satisfaça as suas várias necessidades.
        O homem quer várias mulheres que lhe satisfaçam a sua única necessidade.
 

        O director de um Jardim Zoológico andava desesperado com uma gorila que tinha entrado em cio.
        A gorila passava os dias e as noites aos urros.
        O director já tinha telefonado para todos os Jardins Zoológicos do país e do estrangeiro, mas nenhum tinha um gorila macho disponível.
        Então o director lembrou-se do Sr. Smith, um irlandês muito mal parecido e todo encorcovado, que fazia a limpeza das jaulas e dava de comer aos animais. Mandou chamar o Sr. Smith ao seu gabinete e explicou a situação, não sem lhe deixar de dizer :
        - Olhe que isto não é de borla, estamos a pensar em 300 contos...
        O Sr. Smith pediu tempo para pensar e, no dia seguinte disse ao director:
        - Aceito, mas com três condições:
        Primeiro, nada de beijos na boca, segundo, se nascer bebé terá que ser educado segundo a religião católica porque é a minha e terceiro, tem que me dar uma semana, para eu arranjar os 300 contos...
 

        Estava um macaco no cimo de uma árvore quando, de repente, nota que está um leão a dormir debaixo da mesma. O macaco animal matreiro e decidido, salta de repente da árvore e vai ao cu ao leão. Ao acabar o serviço acorda o leão, que ao vê-lo começa a persegui-lo:
        - Se te apanho faço-te em pedaços...
        Depois de muitas correrias pela selva o macaco já não podia mais, mas o leão não desistia e estava cada vez mais próximo. Já sem forças, a pensar que ia ser esfolado vivo pelo leão, entra numa clareira onde estava uma folha de jornal ao sabor do vento. Pega na folha e senta-se encostado a uma árvore a ler. Imediatamente a seguir, aparece o leão a rugir como um louco. Pergunta então ao macaco:
        - Viste por aqui um macaco a correr?
        - Qual? Aquele que foi ao cu ao leão?
        - Porra! Não me digas que isso já vem no jornal...
 

        O surfista malhava, fazia jiu-jitsu e ainda por cima era campeão estadual de surf. Naturalmente, era muito vaidoso.
        Um dia, ao olhar-se ao espelho, viu que suas partes íntimas estavam muito brancas. Não combinavam com o belo bronzeado do resto do seu corpo. Então ele teve uma ideia.
        No dia seguinte, foi a uma praia remota, tirou o calção e enterrou-se na areia, deixando apenas o respectivo de fora.
        Nisso apareceu uma velha senhora que, ao deparar com aquele estranho objecto na areia, falou, numa voz trémula:
        - Quando eu tinha 20 anos, eu tinha medo dessa coisa. Quando eu tinha 40 anos, eu queria mais e mais dessa coisa. Quando eu tinha 60 anos, eu tinha que pagar para ter essa coisa. E hoje que eu tenho 80, essa porra cresce em qualquer lugar!

        Senhor Padre é pecado ter relações sexuais quatro vezes por semana?
        - Não meu filho é pecado é mentir...
 

        Havia um homem virgem que decidiu comprar uma caixa de Viagra, para acabar com a sua virgindade. Depois do farmacêutico dar-lhe a caixa, ele engole-a toda e vai para casa. Chega a casa com um tesão do caraças, começa a dar quecas às tias, às irmãs, à avó, às filhas e a tudo o que fosse mulher lá na casa. No final, ele repara que ainda está teso. Ele telefona para o médico e o médico diz-lhe para o pôr de molho em leite. Ele faz isso, e vai lá uma das irmãs dele ver, e depois corre em pânico a dizer:
        - Fujam, fujam, que ele está a recarregar.
 

        Como é o sexo seguro para Bill Clinton?
        É com a Hillary fora da cidade ...
 

        Era uma vez dois pénis, e foram fazer um exam. Quando foram ver as notas diz um desses pénis:
        - Que fixe, passei! Yuuuuuuuupi!
        E o outro:
        - Que fixe, reprovei!
        Então, o que passou perguntou-lhe:
        - Porque é que estás todo contente? Reprovaste...
        E o outro respondeu-lhe:
        - Tenho de fazer prova oral!
 

        Uma vez uma mãe vira-se para a sua filha muito querida e diz-lhe:
        - Olha filha, vou-te contar uma coisa mas tu tens que guardar segredo, não podes contar a ninguém.
        A filha muito contente prometeu à mãe que guardaria segredo e não contaria a ninguém. Então a mãe disse-lhe:
        - Olha filha, tu tens aí um passarinho que mais ninguém tem.
        A miúda muito contente, chega um dia à escola e para mostrar aos seus colegas que era mais do que eles disse-lhes:
        - Eh! Eh! Vocês estão aí todos contentes, mas eu tenho uma coisa que vocês não têm.
        Um dos colegas perguntou-lhe:
        - Então diz lá o que é que tu tens aí que nós não tenhamos?
        A miúda toda convencida diz-lhe:
        - Eu tenho aqui um passarinho e vocês não têm!
        Vira-se um rapaz e diz-lhe:
        - Não és só tu que tens um passarinho, eu também tenho um!
        A miúda diz-lhe:
        - Não tens nada!!! Só eu é que tenho!!
        O rapaz vira-se para ela e diz-lhe:
        - Tenho! Não és só tu que tens um passarinho.
        A miúda chega a casa no final do dia, toda zangada e diz à mãe:
        - Mentiste-me. Já não gosto mais de ti!
        A mãe pergunta-lhe:
        - Porquê filha?
        - Disseste que só eu é que tinha um passarinho e um rapaz disse-me que também tinha um. Mas não te preocupes mãe, que o meu papou-o todo e só lhe deixou o papo de fora.
 

        Estava um português que adorava bolos, um italiano que gostava muito de dinheiro e um francês que adorava ir ao cu a todos, às portas do inferno, preparando-se para entrar, quando São Pedro decidiu dar-lhes outra hipótese.
        Voltados à Terra...
        O português viu uma pastelaria e, não resistindo, foi logo comer um bolo e ... Primlimlim... (Foi directamente para o Inferno). Entretanto o italiano passeando, feliz da vida por estar de regresso à Terra, vê uma moeda ... e pela força da tentação baixa-se para a apanhar e... Primlimlim... Primlimlim...
 

        Ia um camionista de viagem fazer uma entrega de galinhas, então como companheiro de viagem levava um papagaio. A certa altura reparou numa miúda a pedir boleia na estrada, pára e dá-lhe boleia. Mais à frente pergunta-lhe:
        - Como é? Ou alinhas ou deixo-te aqui.
        Ela:
        - O quê ? Não pode ser.
        E o camionista largou-a! Passou-se o mesmo com mais três miúdas à frente. Até que lhe apareceu uma que colaborou. Para o papagaio não estorvar atirou para junto das galinhas na parte de trás. Feito o serviço descarregou a miúda onde ela desejava e seguiu viagem. Alguns instantes passados vê-se perseguido por motas e carros da Polícia. Diz um destes :
        - Ouça lá, você não vê que está a perder as galinhas todas.
        O homem vai lá atrás e lá está o papagaio a dizer às galinhas:
        - Como é que é, alinhas ou sais aqui.
 

        O Manuel, depois de passar 2 meses em Lisboa, volta para a sua casa no Alentejo todo excitado e logo diz à Maria:
        - O Maria, aprendi umas trepadas diferentes nesta viagem e estou doidinho para te ensinar.
        A Maria que também estava excitada logo respondeu:
        - Quero que me ensines tudo, mas antes vamos comer uma bela panelada de cozido que deves estar com saudades de minha comida.
        Depois de se abarrotar de comida os dois foram para a cama, a Maria que não aguentava mais esperar perguntou:
        - Qual é a primeira que vais me ensinar?
        - É um tal de "69" respondeu ele, tu chupas o meu cacete e eu chupo tua coisinha.
        Colocando-se em posição, começaram o tal de "69" mas os efeitos da comida logo se manifestaram e ele soltou o primeiro peido na cara da mulher. Maria estranhando aquela situação pensou:
        "Deve ser as novidades que ele aprendeu lá na cidade".
        Mas quando chegou no terceiro peido, Maria empurrou o marido e saiu da cama dizendo:
        - Ó Manuel, podes achar muito gostosa esta trepada, mas eu não aguento mais "66".
 

        Um espermatozóide a receber instrução dos mais velhos:
        - É assim quando tocar a sineta vais a correr e quando encontrares duas bolas vermelhas apresentas-te e depois tens uma relação com elas.
        Certo dia toca a sineta e ele vai a correr. Vê um canal estreito estica os braços e passa. E apresenta-se às bolas vermelhas.
        - Olá eu sou o espermatozóide!
        - Olá nós somos as amígdalas!!!!!!!!
 

        Um casal 'In' da 'Linha' depois de um negócio azarado vê-se sem tostão:
        - Ó querida! Tenho uma ideia! Vou colocar-te ao ataque e assim ganhamos uns dinheirinhos!
        - Ó filho, mas eu nunca ataquei! Não sei como se faz.
        - Não te preocupes e vem comigo!
        E assim foi, o homem deixou a mulher numa esquina e entregou-lhe o telemóvel para o caso de vir aparecer alguma dúvida. Nem dez minutos passaram quando pára um carro junto da mulher. De lá dentro um preto pergunta-lhe:
        - Hé! Tu! Quanto leva?
        - Só um segundo! - responde a mulher pegando no telemóvel para ligar ao marido:
        - Querido! Está aqui um preto a perguntar quanto é que é! O que é que eu respondo?
        Do outro lado o marido diz-lhe que peça vinte contos. A mulher, depois de desligar o telemóvel responde ao preto:
        - Eu levo vinte contos!
        - Quê? Vinte conto? Eu não tem esse dinheiro! Eu só tem cinco conto! O que é que tu faz por esse dinheiro?
        - Só um segundo! - e assim volta a pegar no telemóvel para ligar ao marido:
        - Querido o preto só tem cinco contos! O que é que eu faço?
        O marido responde-lhe:
        - Bem por cinco contos só mexes e deixas ele mexer.
        Desligando o telemóvel a mulher responde ao preto:
        - Por cinco contos só posso mexer e deixar mexer!
        - Está feito! - diz o preto enquanto se despe. Quando tira as cuecas deixa à mostra um 'mangalho' que lhe chegava aos joelhos.
        - Só um segundo! - diz a mulher ao preto enquanto volta a marcar o número do marido:
        - Querido! Diz-me uma coisa, tens quinze contos que emprestes?
 

        Depois de várias tentativas frustadas, os espermatozóides decidem fazer uma reunião e decidirem um estratégia:
        - Isto não pode continuar! Todos os dias somos enganados quando batemos contra aquela parede de borracha! Temos de arranjar uma solução. - diz um deles chateado da vida.
        - Eu tenho a solução! - diz o espermatozóide mais velho. - Temos é que nos armar de facas, tesouras e lâminas para perfurar a tão temida barreira de borracha!
        - É isso! Vamos às armas!
        E assim foi, todos se armaram até ao dentes esperando a altura ideal. Nem uma hora tinha passado quando soa o alarme de saída e todos os espermatozóides correm para a batalha.
        - Serrem! Cortem! Furem! - gritavam os líderes enquanto todos eles se empenhavam em fazer buracos na borracha para poderem passar.
        Assim que os primeiros buracos se começam a abrir há alguém que grita:
        - Retirar! Retirar! Merda! Merda! Muita merda à vista!
 

        Depois de passar 12 anos numa prisão de alta segurança um homem finalmente consegue a liberdade. O primeiro instinto foi procurar uma mulher. Como eram todas muito caras para ele, acabou por se contentar com uma mamadazita. Quando a rapariga acaba o serviço, começa a fazer gargarejes e a bochechar o esperma dentro da boca. O homem, completamente à toa, pergunta-lhe:
        - Jovem. O que é que estás a fazer?
        Ela responde:
        - Um esperma de 12 anos não se pode engolir de qualquer maneira…
 

        Três homens são apanhados por uma tribo de selvagens que os levam para o acampamento. O chefe da tribo vira-se para eles e diz:
        - Homem branco quer morte ou MUKABA?
        O primeiro homem pensa duas vezes e opta pela Mukaba, pois sempre era melhor o desconhecido que a morte. Nisto a tribo inteira grita "Mukaba! Mukaba!" até que sai de uma das cubatas um enorme preto que baixa as calças ao primeiro homem e enraba-o.
        O chefe faz a mesma pergunta ao segundo homem e este responde:
        - Mal por mal prefiro ser enrabado do que morrer! - e assim foi, a cena repetiu-se.
        Por fim chega a vez do terceiro homem fazer a sua escolha:
        - Eu sou homem a 100%! Não serei enrabado! Eu quero a morte!
        - Assim seja! - diz o chefe - MUKABA até à morte para este senhor!!
 

        O Carlitos estava sozinho com a irmã quando esta resolve tomar banho.
        - Mana! Deixas-me entrar para te ver tomar banho?
        - Nem penses nisso! - responde logo a rapariga.
        - Anda lá, se não vou ter de contar ao pai que andas a fumar…
        - Está bem entra lá!
        Passado algum tempo depois do Carlitos observar a irmã volta a perguntar:
        - Mana! Deixas-me tomar banho contigo?
        - Tu és doido ou quê? Nem pensar! - responde a moça muito indignada.
        - Deixa-me senão vou contar ao pai que andas a namorar rapazes!
        - Está bem, vem lá tomar banho comigo…
        Já no banho o Carlitos lembra-se de algo mais:
        - Mana… Deixa-me fazer amor contigo!
        - Tu és doido? Nós somos irmãos! Isso eu não deixo!
        - Anda lá… se não vou ser obrigado a dizer ao pai que andar a 'curtir' com o João na garagem…
        - Está bem… Mas isto não é nada correcto!
        Daí a um bocado, enquanto os dois estão no 'bem bom' o Carlitos faz uma observação:
        - É pá! És melhor que a mãe!
        - O mesmo eu não posso dizer de ti, o pai é bem melhor que tu!
        - Não me fales nesse gajo que por causa dele ainda tenho o cu a arder…
 

        Um médico recém formado vai trabalhar a uma zona rural. Ao cabo de três meses repara que lá não morava nenhuma mulher e que todos os moradores eram homens.
        Entrando em confiança com um dos seus pacientes pergunta o que ele fazem quando tem necessidade de sexo.
        O paciente responde que vão perto do rio. Chegou o final de semana e o Dr. vai para o rio e encontra uma fila enorme de homens.
        Como o Dr. tinha ganho o respeito da população, o pessoal começa a ceder seus lugares deixando o Dr. passar na frente até ele ocupar o primeiro lugar. O Dr. vê um burro e pensa:
        - Ter que ter relacões com um animal, pobre gente! E eu não me posso negar agora que tão gentilmente cederam seus lugares.
        E o Dr. começou a fazer sexo com o burro! Dez minutos depois, o Dr. estava fazendo seu trabalho e todos ficaram olhando e esperando até que alguém pergunta com muito respeito:
        - Dr. ainda falta muito? É que necessitamos do burro para atravessar o rio. Do outro lado esperam-nos todas as mulheres!
 

        Um Índio vai a um bordel. Bate a porta, a patroa abre a  porta da casa e ao olhar para vestimenta do Índio pergunta-lhe:
        - O que deseja ?
        O Índio, responde imediatamente:
        - Índio querer mulher!
        - OK., mas..... já tens experiência ?
        - Não!
        Então, a patroa para gozar um pouco com o Índio, diz-lhe:
        - Então vai para o Bosque onde vives, procura um tronco de uma árvore que tenha um buraco, treinas durante um mês e depois  podes  voltar, OK?
        O Índio vai-se embora e faz o que a mulher lhe disse. Um mês mais tarde, regressa ao bordel, mas desta vez levava  consigo uma tábua muito grossa debaixo do braço. Bate à porta, a patroa abre e pergunta-lhe o que é que ele quer.  O  Índio responde imediatamente:
        - Índio querer Mulher, Índio já ter experiência !!!!
        A patroa deixa-o entrar e grita à Jacinta que atenda o Índio. Sobem ao  quarto. A Jacinta, despe-se, ajeita-se com cuidado na cama quando de repente o Índio dá-lhe uma pancada com a tábua na bunda. A Jacinta muito irritada, a esfregar a bunda grita:
        - Porque é que me bateste com a tábua !!! ??
        O Índio muito sério, parado à beira da cama, responde:
        - Índio querer ter a certeza que não haver abelhas dentro do buraco!
 

        A mulher está na cama com o amante quando ouve os passos do marido. A mulher manda-o pegar as roupas e pular pela janela. Ele a princípio nega-se, porque está a cair uma grande chuvada, mas, não tendo outra opção, salta e cai na rua, no meio de uma maratona. Ele aproveita e corre junto com os outros, que o olham de um jeito esquisito. Afinal, ele está nu!
        Um outro corredor pergunta:
        - Você sempre corre assim nu?
        - Sim! - responde o amante - É tão bom ter essa sensação de liberdade..
        Outro corredor pergunta:
        - Mas você sempre corre carregando sua roupas?
        O sujeito não se dá por vencido:
        - Eu gosto assim. Posso-me vestir no fim da corrida e pegar no carro para ir para casa...
        Um terceiro corredor insiste:
        - Mas você sempre coloca uma camisinha quando corre?
        O sujeito responde:
        - Só quando está a chover!
 

        Estava uma velhinha descansando com seu gato na cadeira de balanço na sacada da casa, reflectindo sobre sua longa vida, quando de repente uma fada surge na frente dela e a informa que ela tem direito a três desejos.
        - Bom... - diz a velhinha - creio que eu gostaria de ser muito rica...
        PUFFF! A cadeira de balanço dela transforma-se em ouro puro.
        - Uau, acho que não me importaria de ser uma jovem e bonita princesa.
        PUFFF! Transforma-se numa jovem e bonita mulher.
        - E o seu terceiro desejo? - pergunta a fada para a ex-velhinha.
        - Bom, você poderia transformar meu gato num formoso príncipe?
        PUFFF! E diante dela aparece um jovem varão mais formoso que qualquer um poderia imaginar.
        A ex-velhinha fica embasbacada olhando para o ex-gato, agora actor da TV Globo..
        Então, com um sorriso de afrouxar os joelhos de qualquer mulher, o rapaz aproxima-se e sussurra no ouvido da ex-velhinha:
        - Garanto que agora vais-te arrepender de me ter mandado castrar...
 

        Uma freira entra num táxi e o motorista reparando que ela é muito bonita, pergunta-lhe se ela estava disposta a foder com ele. A freira diz que só com 3 condições: ele tem de ser católico, solteiro e não ter filhos. O motorista diz que preenche todos os requisitos e então salta para o banco de trás e fode a freira. No fim o motorista diz:
        - Ha! Ha! Ha! Enganei-a! Não sou católico, sou casado e tenho filhos.
        A freira responde:
        - Eu também o enganei! Ha! Ha! Não sou freira, chamo-me Carlos e vim de um baile de máscaras.
 

        Um chinoca muito pequenino e amarelo abeira-se de uma pega e diz:
        - Quanto levas para a noite toda?
        - Tu? Tu toda noite? Coitado. Nem 5 minutos aguentas.
        - Aguento pois. Quanto levas?
        - Como és fraquinho e pequenino por 5 contos estás despachado!
        E lá foram. O chinoca levou-a para o hotel onde estava hospedado, despiram-se, ela deitou-se e inesperadamente o chinoca, todo nu, começou a fazer ginástica:
        - Uh..ah..uh..ah..uh..ah - nisto passa por debaixo da cama salta para cima dela e pimba dá uma! Salta novamente cá para fora e recomeça a ginástica:
        - Uh..ah..uh..ah..uh..ah - passa por debaixo da cama, salta para cima dela e tunga, duas. Recomeça a ginástica:
        - Uh..ah..uh..ah..uh..ah - passa por debaixo da cama, trus, três... Quatro... E já ia em oito! A puta coitada, já estava toda partida. Pensou:
        "Porra, este chinoca nunca mais pára. Já não aguento mais. O segredo deve estar na ginástica."
        Vira-se para o chinoca:
        - Eh...pára lá com isso! Vem tu para a cama que eu agora vou fazer a ginástica.
        Assim foi, o chinoca deitou-se e ela começou a ginástica:
        - Ih..ah..ih..ah..ih..ah - passa por debaixo da cama e... estavam lá oito chinocas.

O Prof. Marcelo Rebelo de Sousa pediu ao Mantorras para dar uma nota (numa escala de 1 a 10) ao Benfica.
Mantorras: - Nota dez professor.
- Dez?!!!
- Sim. Dézorganizado, dézmotivado, dézestabilidado, dézactualizado, dézqualificado, dézanimado, dézmoralizado, dézordenado, dézactivado e dézmantelado.
Diz o Professor:
- Dez vezes dez, dá cem.
- É isso professor, cem vergonha, cem títulos e cem nada.

Um dia, uma senhora chega ao pé de um padre e diz-lhe:
- Padre, tenho um problema. Sou dona de duas araras que só sabem dizer uma coisa.
- O quê?- pergunta o padre.
Só dizem:
- Olá, somos prostitutas. Queres divertir-te?
- Que horror!- exclama o padre.
- Mas, minha filha, vou resolver o seu problema. Se trouxer as araras para minha casa, ponho-as junto dos meus papagaios que só sabem rezar e ler a Bíblia. Com eles, vão esquecer aquela frase horrível e vão aprender a rezar.
A senhora agradeceu e, no dia seguinte, levou as araras para casa do padre. Quando lá chegou, os papagaios estavam a rezar o terço.
A senhora colocou as araras dentro da gaiola dos papagaios. Então, as araras disseram:
- Olá, somos prostitutas. Queres divertir-te?
Um dos papagaios olha para o outro e diz:
- Eh, pá, guarda lá o terço que as nossas preces foram atendidas!








A Revolta da Galinha
Deus criou o mundo em 7 dias. No sétimo dedicou-se a ouvir as reclamações.
A primeira a apresentar protestos foi a girafa:
- Porra, Deus! (a girafa, além de feia, sempre foi desbocada). Que estupidez é esta? Este meu pescoço enorme é ridículo!
- Calma, dona Girafa! Tudo foi muito bem pensado. Com esse pescoço comprido, além da senhora poder comer as folhas mais tenras, do alto das árvores, vai poder perceber a aproximação do inimigo antes dos outros animais e assim defender-se. A girafa ouviu as explicações e ficou convencida de que Deus, afinal, tivera uma boa ideia. Logo depois entrou o elefante, injuriado:
- Que merda, Deus! (o elefante também era desbocado). Eu sou enorme, gordo e tenho esta tromba toda na minha cara. Isto é lixado! Deus, pacientemente, explicou:
- Com esse tamanho todo, nem o Leão, que é o rei da selva, terá coragem de te enfrentar e, além do mais, graças a essa tromba, você é o único animal que pode tomar banho de chuveirinho... O elefante pensou e chegou à conclusão que Deus tinha razão. O terceiro bicho da fila era a galinha, que já entrou metendo o pé na porta:
- Não quero saber de explicações! Ou diminui o tamanho do ovo ou aumenta o tamanho do cú.








P: O que é que 1 deficiente gay faz?
R: Daaa!!
P: O que é que 2 deficientes gays fazem?
R: Daaa, daaa!!
P: O que é que 3 deficientes gays fazem?
R: Daaa, daaa, daaa !!!
P: O que é que 4 deficientes gays fazem?
R: Daaa, daaa, daaa, daaa.
P: O que é que 5 deficientes gays fazem?_
R: Eu sou aquele que te quer e mais ninguém!!!






De onde vêm os bebés - Versão Moderna
- Papá, como e que eu nasci?
- Muito bem, tínhamos de ter esta conversa um dia !! O papá e a mamã encontraram-se num chat chamado sado-conversas, para pessoas de Setúbal. O papá marcou um encontro com a mamã e acabamos na casa de banho de um
cybercafé. Depois, a mamã fez uns downloads do memory stick do papá, e quando eu estava pronto para o upload descobrimos que não havia firewall.
Como era tarde demais para fazer cancel, fiz o upload na mesma e nove meses depois o estupor do vírus apareceu.
- Ah?






Um americano, um inglês e um iraquiano estão a beber num bar. O americano bebe a sua cerveja e de repente, manda o seu copo vazio para o ar, puxa da arma e estilhaça o copo em pleno ar com um tiro certeiro. Depois olha para os assustadíssimos presentes e diz:
- Na América os copos são tão baratos que nós não precisamos beber do mesmo duas vezes!
O inglês, obviamente impressionado, acaba de beber a sua cerveja, manda o copo para o ar, puxa da arma e atira, espatifando o copo. Depois diz:
- Nas Ilhas Britânicas temos tanta areia para fazer copos que nós também não precisamos beber do mesmo duas vezes!
O iraquiano, até então impassível como um pepino, bebe os últimos goles da sua água mineral, manda o copo para o ar, puxa do revólver e atira no americano e no inglês. E diz:
- Em Bagdad temos tantos americanos e ingleses que não precisamos beber com os mesmos duas vezes.






Um homem vai a África e encontra um preto a dar com um paralelo na cabeça e ele diz:
- Ó amigo você está bem??!!
E ele:
- Tou óptimo. Isto dá uma moca do caraças!!
Mais à frente encontra outro a dar com dois paralelos na cabeça e ele diz:
- Isto dá uma pedra!!!
Anda mais um bocado e encontra outro preto com uma carrada de paralelos:
- Ó amigo você não se vai matar pois não!!!??
- Esteja calado eu sou traficante!!!!
Mauro



Um mendigo entra no bar e pede a um homem que lhe pague um café. Com pena, o homem oferece-lhe uma cerveja. O mendigo diz:
- Não obrigado, não bebo, só quero o café.
Então o homem oferece-lhe um bilhete da lotaria.
- Não obrigado, não jogo só quero o café.
Com muita insistência, o homem oferece-lhe um cigarro.
- Não fumo, só quero o cafézinho, recusa o mendigo.
O homem insiste novamente e diz que lhe paga uma noitada com uma prostituta.
- Não obrigado, eu não traio a minha mulher, eu só quero um café.
Então o homem leva o mendigo para sua casa e diz à mulher para lhe preparar o café. Curiosa, ela pergunta ao marido:
- Porque é que trouxeste para casa um mendigo sujo, para tomar um café? - Para te mostrar como fica um homem que não bebe, não joga, não fuma e não dá uma por fora de vez em quando!, diz ele.





Um preto tinha de ir a um baile de máscaras. Pede então à mulher, uns
dias antes, para lhe comprar uma fantasia. Ao chegar a casa, à noite, vai ao quarto e vê uma fantasia de Super-Homem em cima da cama. Muito chateado, diz à mulher:
- Mas que merda dos fantasia é essa que tu arranjou? Tu já alguma vez viu Super-Homem preto? Tu vai trocar essa merda já.
No outro dia, foi feita a troca por uma outra fantasia, desta vez de Batman. À noite, houve novamente gritaria:
-F....., mulher, tu és burra!!! Tu já viu Batman preto??? Tu vai trocar essa porcaria outra vez!
Na noite seguinte, quando o marido chega a casa, vai ao quarto e encontra três grandes botões brancos, um cinto branco e um pedaço de madeira comprido. O marido estranha e pergunta:
- Mas que porcaria de máscara é esta?
A mulher responde:
- Tu tira os roupa, tu cola os botão nos frente do corpo e tu vai fantasiado de peça de dominó. Se tu não gosta, tu põe os cinto branco e vai vestido de bolacha Oreo! Se tu ainda não gosta, tu pega nos pau, tu enfia os pau no cú, e tu vai mascarado de Magnum!!!






Certo dia uma parturiente vai para a maternidade a fim de ter um filho. A mãe, com muita curiosidade, pede à filha que a deixe assistir ao parto. A filha acedeu ao pedido e quando a criança estava a nascer verifica-se que se encontra-se na posição de a primeira parte a aparecer serem as nádegas. Nesse momento diz a mãe da parturiente:
- É mesmo parecida com o pai.
MM





Uma rapariga vinda de um país de leste, casou com um rapaz português, vivendo os dois em Lisboa. A pobre rapariga não sabia falar português, nem mesmo algumas palavras, mas lá se ía entendendo com o marido.
O pior era quando tinha de ir às compras...
Um dia foi ao talho para comprar pés de porco. Não sabendo como os pedir não teve outro remédio senão descalçar-se, mostrar os pés e roncar ao mesmo tempo. Lá consseguiu levar os pés de porco para casa.
No dia seguinte foi comprar peito de galinha e mais uma vez as coisas não correram bem, não teve outro remédio a não ser desabotoar a camisa e mostrar o peito enquanto cacarejava. Lá conseguiu levar os peitos de galinha para casa.
No terceiro dia queria comprar uma lata de salsichas grandes e por isso resolveu levar o marido consigo.
......
......
......
......
......
......
......
......
- O que é que estão a pensar??
......
......
......
......
......
......
Suas mentes depravadas!!!
......
......
......
......
......
......
......
O marido fala português!!!!





Entre dois veterinários, depois de terem operado um elefante:
- Não deixámos nada dentro da barriga dele, pois não?
- Não. Mas onde está a enfermeira?

 
 

Agora a sério, manter uma atitude positiva e optimista é o melhor que podemos fazer por nós próprios,

Visite a pagina de um amigo meu que pratica hipnose http://hipnose.no.sapo.pt  hipnose é outra forma de alimentarmos a nossa mente com sugestões positivas.